9.3.08

Show do Rappin Hood é loko.

Aconteceu agora a pouco, no Jardim Nakamura, região do Jardim Ângela, o quebrada cultural, que teve shows do astro do samba Sombrinha e do Rapper e apresentador de rádio e televisão, Rappin Hood. Acompanhe uma das letras cantadas por ele no show:


Rappin Hood - US Playboy

Um dia num role eu fique observando
a diferença entre os playboy e os mano
Simplicidade de um lado, luxúria do outro
Um tá bonado, outro com a corda no pescoço
Playboy com medo, preso dentro de casa
Com muro alto, segurança, cão-de-guarda
Na subida do morro é diferente
Vacilo, bicho pega e pega quente
Muito mais irmandade entre a gente
E o sonho é levar vida decente
Bem diferente, batalha o dia inteiro
Enquantos os boy só se preocupa com dinheiro
A socialite gosta de viver na boa
Mas não tem dinheiro pra comprar uma coroa
Sente nojo, esnoba o meu povo
Então presta atenção porque eu vo falor de novo
Refrão
Os playboy tem carro, tem poder e tem dinheiro
Mas não tem sossego, não tem sossego
Quem vem do morro não tem medo de assalto
Anda no asfalto, na paz sossegado
Os playboy tem carro, tem poder e tem dinheiro
Mas não tem sossego, não tem sossego
Quem vem do morro não tem medo de assalto
anda no asfalto, sem temer "mãos ao alto"

Dentro da violência, essa é a conseqüência
Meu povo tem carência
Vive sem assitência
Sem consciência, na mais pura demência
Na dependência de quem pediu falência
É embaçado, muito complicado
Não investiu no povo e agora tá ferrado
Inclausurado, assistindo a notícia
Vendo o povo pobre virar caso de polícia
Tá na TV, todo dia passa
E o playboy folgado ainda assiste e acha graça
Assim o tempo passa, e chega a eleição
Rico se elege e vai roubar mais um montão
Quem é ladrão, pergunto a você
Quem rouba engravatado ou quem rouba pra comer?
É lamentavel, a verdade dói
Mas pobre quer dinheiro e quer ter vida de playboy
Refrão

Os playboy tem carro, tem poder e tem dinheiro
Mas não tem sossego, não tem sossego
Quem vem do morro não tem medo de assalto
anda no asfalto, na paz sossegado
Os playboy tem carro, tem poder e tem dinheiro
Mas não tem sossego, não tem sossego
Quem vem do morro não tem medo de assalto
anda no asfalto, sem temer "mãos ao alto"
Mãos ao alto, mãos ao alto,
mãos ao alto (isso aqui é um assalto!)
Mãos ao alto, mãos ao alto,
mãos ao alto (isso aqui é um assalto!)
Mãos ao alto, mãos ao alto,
mãos ao alto (isso aqui é um assalto!)
Tá ligado!?
O show foi em homenagem à sua vó, que foi velada no sábado, e ele guerreiro, sujeito homem que é, foi lá e honrou à favela até o último e fez um ótimo show. isso mesmo Rappin Hood, é tudo nosso guerreiro.

Um comentário:

Rodrigo disse...

Ai Realmente XAPADO o show eu tava presente caMpo Zona sul é tudo nosso sou residente do jd naka ...

ai vlw pela moraL pro bairro adorei procurar no google SHOW NAKAMURA e encontrar alguma coisa ... TAMO JUNTO