26.2.08

RAP, por quê é tão discriminado? parte 1

RAP, movimento musical, muito criticado pela mídia, pelos conservadores e pelos alienados. Muitas vezes a desculpa é que as letras são muito violentas. Assistir jornal sensacionalista de seis da tarde, não é violento? ler no jornal mil e uma chacinas não é violento? assistir um assalto de um trabalhador morador da periferia não é violento? Não acho que não, mas o RAP sim é violento, o RAP espirra sangue como muitos ignorantes dizem.



- O RAP do facção espirra sangue, o RAP do Realidade Cruel espirra sangue, o RAP do Racionais espirra sangue.



É o que muitas pessoas dizem, acham que as letras são muito agressivas, que as letras são muito violentas e que incitam os jovens a praticarem crimes contra a sociedade. Muitos dizem isso, por quê o RAP é o estilo porta-voz da realidade maquiada pela sociedade hipócrita, o RAP não se esconde nesse enorme rio de sangue, o RAP é a voz das periferias e dos jovens excluídos.
A música protesto RAP, é uma das únicas alternativas, pra muitos jovens da periferia de se manifestarem culturalmente, pois o RAP é sim uma cultura muito rica. Ai vem um e outro e diz que o RAP não é dançante, que o RAP não tem ritmo. Quem quer dançar mais, num país que só pobre dança, e quem quer ter ritmo, se o ritmo aqui é sinistro, se o ritmo aqui na selva é de guerra. Aqui o RAP é compromisso, compromisso com a verdade, compromisso não com a vaidade ( apesar de ter mano vaidoso no RAP) e sim com a maneira de se expressar pros manos e minas que precisam receber aquela idéia, aquela mensagem naquele momento.
O RAP ainda necessita de união, mas eu vejo nos olhos dos moleque que tão no RAP, que eles acreditam nesse movimento, que eles sonham com dias melhores e com uma melhor aceitação da sociedade racista, e também que se sente a falta de mais eventos pros grupos que tão começando agora, os grupos que realmente querem ter um compromisso no RAP. Esse é também um dos pontos, que deixa nosso movimento discriminado as vezes, a falta de estrutura.
Muitas vezes, por quê não dizer na maioria das vezes, não temos palcos bem estruturados, mídia pra divulgação dos trabalhos, movimentação pra fermentação do movimento e a ligação entre elite do RAP e os que tão começando agora, essa também é uma ligação que está faltando, como disse o Eduardo do Facção Central no vídeo da Tv Rap Nacional. Queremos mais pro nosso Rap mas mesmo assim, acho que o RAP poderia ser muito mais respeitado por todos, mas do que já é até, pois o RAP é o som da paz e da união e não da violência e exclusão. Mais pro nosso Rap Nacional, e mais aceitação da sociedade também, mas se bem que a nossa a gente faz, as vezes com uma ou outra falha, mas fazemos, já a sociedade tá devendo.

Renato Vital, escritor, poeta, Rapper e colunista do site rap nacional, www.rapnacional.com.br

2 comentários:

Anônimo disse...

RAP é o lixo da sociedade tentam dizer que não mais todos já sabem a realidade e o RAP deveria ser excluido de qualquer cultura "salvo os que querem paz" só.

sinceridade sinceridade disse...

Hipócrita que você é de dizer isso de uma arte cultural o RAP é vida veio pra retratar tudo o que os pobres coitados passam na favela nn estou dizendo que está certo matar ou roubar mais muitos roubam pra se auto sustentar e outra por isso o rap é mal visto por pessoas ignorantes como você que não é capaz de aceitar culturas opostas a sua