7.9.08

Festa da Godoy quebra tudo!!!

To entusiasmado até agora, inacreditável, O Negredo, Férrez, Mano Brown, toda a Cúpula, estão de parabéns. Que show incrível, sem brincadeira nenhuma, vou começar a contar como foi essa noite inesquecível, inacreditável.
Eu sai do trampo por volta, das 10:45 da noite, me troquei rapidamente e logo ganhei a rua. Cheguei em casa já pensando no show, tomei banho e percebi que já tinha perdido o show do Seu Jorge que foi um dos primeiros, tudo bem, o principal pra nós é o RAP, o Seu Jorge é bom, mas os manos do RAP faz sem dinheiro, por pura resistência mesmo. Liguei pro Welton do Fato Realista, e disse que já estava chegando pra me pegar, pra irmos sentido João Dias, Capão Redondo. Lá fomos nós eu o cabeça dirigindo o fusca azul escuro e o Welton.
Já à caminho, pela João Dias, depois pela Estrada de Itapecerica da Serra chegamos na Avenida Adoasto Godoy, ou melhor, chegamos na Favela Godoy ( onde me sinto em casa). Chegando lá, avistei alguns conhecidos, Fernandinho Beat Box vagabundo nato, Lobão da Cooperifa irmão e o mano Wilsão do Negredo. Ficamos no nosso lugar só esperando começar a gravação do DVD 100% favela 2. o Dj Fabio Rogério 105 fm anunciou o ínicio da gravação, já eram mais de meia noite. O primeiro grupo a subir no palco foi o Obstinado, com um som loko, seguido por NSN com um estilo Gangster que faz a burguesia tremer, depois foi o grupo Realidade Ativa e pra finalizar a primeira rodada dos grupos, subiu ao palco os manos Pool e X-flash do grupo Afusão, com um música linda, sobre a paz. O Ice blue passou do meu lado, comprimentei o mano, no satisfação de conhecer esse mano.
Mano, só quem estava presente é que pode falar, esse momento foi inesquecível no RAP Nacional, umas das melhores representações já vista. Logo após o Férrez criticar os americanos toda a sua política opressora de guerra, e falar dos golpes covardes feitos pelos porcos dos Estados Unidos ( que caia por terra a Casa Blanca e o pentágono). Soltaram fogos, os manos subiram a porta do fundo do palco, e entrou rasgando e pulando um opalão muito loko, muito loko mesmo, e de lá de dentro, saíram o Férrez e o Maurício DTS com a bandeira dos Estados Unidos na mão. Na sequencia colocaram a bandeira americana aonde ela merece estar, NO CHÃO! TREF EM AÇÃO!
Cantaram as músicas, "De Sofrimento já basta o meu passado", Judas parte um e parte dois, Perto do fim, Periferia Lado Bom, entre outras. Com direito a participação especial do Detentos do Rap e do Negredo. Logo após o Show estrondoso do TREF, foi a vez daqueles manos que cantam mais ou menos assim:
" Deixa o som bater, hey, deixa o som bater how how how, aqui é Negredo!!!!!"
Eles mesmo, Negredo, com um show caprichado, a melhor apresentação que eu já vi deles, sem dúvida. Cantaram todos os seus sucessos, e as inéditas, Coruja e Paixão alucinante que seduz o Neguinho. Show loko.
Logo após foi a vez deles, na contagem degressiva, foi anunciado pra delírio do público e exaltação total, FACÇÂO CENTRAL. A Godoy quase veio abaixo quando o Eduardo entrou no palco. Respeitável público com orgulho apresento, um espetáculo em cartaz desde abril de 1500, dessa forma o Facção chegou chegando pra levantar o público. Com toda a energia de sempre, o Facção arrebentou tudo. Fim da gravação do DVD 100% favela 2. Mas estava faltando alguma coisa, alguma não, algumas.
De repente uma voz conhecida, parecia um cachorro, um cachorro loko falando, ele mesmo, Mano Brown na àrea, e não estava sozinho. Com fogos de artíficio, junto com o Brown, invadiram o palco, Sandrão RZO, o Conexão do Morro, Pixote do Utime, Rosana Bronks em peso, NSN, Ice Blue, Wilsão do Negredo, eram eles, o BIG BEN BANG JONHSON INVADINDO A GODOY. " Fértil como terra preta, é a mente do vilão, olha lá seis função, vindo de galaxão peraí!" com essas palavras o Brown deu ínicio ao Bang. Com o som meio ruim no ínicio, problemas de última hora, já que o som foi de primeira qualidade o show inteiro, foi melhorando depois aos poucos. Após o Brown cantar Mente do Vilão junto do Pixote e Dubronks, começaram a se revezarem no som, o brown cantou mulher elétrica, o Sandrão cantou Respeito Oriental e A Blazer. Seguiu o Cobra cantando os tiras, Super Billy, Pixote cantando Inimigo é de graça com participação do Ice Blue, Rosana Bronks cantando Quebradas Emoções e Três Pretos na Marginal, enfim muita letra, muitas palavras desferidas contra o sistema opressor. Eu e o Welton pedimos pro Cobra cantar uma palhinha, da super herói destruidor, ele atendeu nosso pedido, foi loko. Antes de ir embora, e de o show acabar, ainda fui no camarim, comprimentar o Dum Dum, Jota Arias E Smith do Facção Central, conversei com Dj Alê do Negredo e depois fomos embora.
Acabou?! Não!
Hoje ainda fui fazer minha inscrição parao Fuvest onde prestarei para História, e ainda hoje trabalhei das uma da tarde até sete horas. Resultado, to quebrado.
Mas valeu a pena demais, esse show que ficou marcado na história e será lembrado por muitos e muitos anos, e é claro, foi gravado e logo mais saíra em DVD pra todo o Brasil. Abraços.

2 comentários:

wellington disse...

SALVE RENATO
Concerteza este seu texto mostra para os visitantes do seu blog q ñ foi apenas um show de rap , mas tbm uma coisa inesquecíve!
Um dia q ficará marcado em sua mente.
E concerteza um dia vc e seu Grupo Fato Realista ainda terá o prestigio de cantar em um evento desse porte!
vlw Abraços..
Paz a todos

Anônimo disse...

CAra realmente tudo foi narrado aki com muita clareza... O Show foi lindo, simplesmente maravilhoso... Acredito que muitos dos que foram estão se sentindo assim como eu.... Torcendo pra chegar logo o proximo ano... Todos Representaram....
Salve Familia
Cerejeira na Area...