21.6.07

O BLOG NÃO É MEU, E SIM DE QUEM ACESSA.

GRUPO FACÇÃO CENTRAL
" Não caia na armadilha siga a minha apologia, mesmo de barriga vazia esqueça a jóia da rica; Não cai na armadilha siga a minha apologia, sua missa de sétimo dia tá de importado na avenida" música do cd A marcha fúnebre prosegue, o nome da música é: apologia ao crime, e explica a intenção do grupo contra o sistema, e não fazer apologia como muitos dizem.

Me desculpa aê os manos ai que tavam junto comigo na luta contra a rádio Band News am. Eu que acabei me embaralhando nos comentários e pensei que era comigo, quando na verdade era com o mano do 1º comentário que vocês estavam falando. Quanto ao mano que acha que o RAP é apologia ao crime, e que jogou todos os cds de RAP fora, eu acho que se tem todo o direito de achar isso, eu acho também que é um direito seu não gostar de RAP. Mas mesmo assim eu te convido, a frequentar os saraus da Cooperifa, o sarau do Binho, o Sarau da Ação Educativa, e tantos outros, que na maiorira das vezes, estão cheios de manos do hip hop. Pois ai talvez eu possa te mostrar, que quem faz apologia não é a gente mano. Eu ouço RAP desde o 13 anos, hoje eu tenho 19, ouço Facção Central desde 2003, já passei por dificuldades financeiras, e nem por isso fui roubar ouvindo RAP. Pelo contrário aquilo ali foi minha saída, o RAP me resgatou pra um mundo real, pra realidade do mundo tá ligado. E quando eu ouvia e ainda ouço RAP, é como se tivesse aliviando minha dor, percebendo que tem outros manos, que não aceitam a alienação que o sistema jogam pra nós. Percebendo também que o meu povo, tem voz ativa, que o meu povo tem protesto, que o meu povo é inteligente também. Até acho que você possa até ter a razão, em alguns casos, mas o Facção Central e o RAP em si sempre só me trouxe auto-estima, auto estima não pra roubar, e sim pra estudar, lutar contra o sistema, ler livros, lutar contra todo tipo de alienação, e de fortificar nossas origens e dizer pra esse sitema filho da puta do caralho, que a gente tem a nossa voz entendeu. Que a gente tem nossa cultura, e que a cultura deles não é melhor e nem pior que a nossa, mas que a gente também não aceita taxação e nem discriminação, e que a luta é de todos nós da periferia, valorizando a nossa gente. Ai eu te pergunto: qual lado você vai estar? do lado do inimigo que só quer jogar a gente dentro de uma cadeia, e quer sempre massacrar a gente, ou junto com nós na Revolução do dia a dia, na revolução sem armas, na revolução sem tiros, na revolução de atitudes, de carácter e de direcionamento pra educação d equalidade pro nosso povo, de saúde pro nosso povo. Não quer ouvir RAP não ouça RAP, mas pelo menos ( não sei se você lê, pelo jeito deve ler, se não ne leria o blog) leia bastante, tente cursar uma Universidade de qualidade, tente melhorar a vida do seu povo, tente contribuir com alguma coisa nessa revolução sem armas, pra sua comunidade, pra sua própria família e pra você também. Seja dando conselhos bons, pois conselho não tem preço, conselhos bons pros irmão, e não se rendendo pro sistema, não aceitando o cigarro deles ( tem gente no RAP que fuma, mas a gente combate esse dragão pouco a pouco), não aceitando a cerveja deles com modelo de bíquini na propaganda, enão aceitando as drogas deles: crack, cocaína etc etc etc. EU NÃO SOU SANTO, E NEM QUERO SER, MAS A REVOLUÇÃO DE VERDADE, TEM QUE SER ASSIM POUCO A POUCO SENDO CONSTRUÍDA POR NÓS MESMO! BELEZA IRMÃO. O BLOG É NOSSO, E É SEU TAMBÉM, CONTINUE ACESSANDO QUE É TUDO NOSSO. FALOU OBRIGADO PELA OPORTUNIDADE DE ME EXPRESSAR COM VOCÊS.


AH E APROVEITANDO, HOJE NO BRASIL URGENTE, UMA ENTREVISTA DO GRUPO HÓRUS E DA EQUIPE RAP NACIONAL PRO BRASIL URGENTE, FALANDO SOBRE APOLOGIA NO RAP, EXISTE OU NÃO EXISTE? FALOU IRMÃO É NÓIS.

3 comentários:

Anônimo disse...

opa, mano tamo junto. ae voce viu que o datena esta fazendo ja a dois dias? entao o carlão e os manos do site rapnacional.com.br vão dar esclareciemntos lá na tv band às 18h

Diego BTNH disse...

Então Renato eu não sou contra o RAP até citei alguns grupos que eu curto e que particularmente me fazem bem, agora outros grupos na minha opinião fazem apologia a um montão de coisa ruim, o grupo em questão é o FC, que no meu ponto de vista é Apologia. Claro q em algumas letras eles não fazem apologia como na “Desculpa mãe”, porém em outras é apologia de ponta à ponta. Foi citado que eu não interpreto o RAP da forma correta, bem eu já dei aulas de português para pessoas que não possuíam dinheiro para pagar cursinho e interpretação sempre foi o meu forte, qual a interpretação correta para a música “Assalto a Banco”? Graças à Deus estou terminando meu curso de direito, e estudo 10 hs por dia. Leio bastante. Sobre os seus convites infelizmente vou ter que recusar, pois eu moro em Brasília, aí já viu né é muito longe. Mas eu já fui em vários eventos de RAP, e o q eu vi está longe da conscientização. Vc curte RAP há 6 anos, ainda é pouco tempo, eu curto há 10 anos, o FC eu acompanho desde o “Juventude de Atitude”. Olha só eu sou pobre, pago meus estudos com muita dificuldade e o q eu vejo e observo é q o pior inimigo do pobre é o próprio pobre, não existe revolução, pois não existe monarca, hoje é evolução, e o povo pobre tem q evoluir, eu vou ficar do lado da minha gente claro. Agora eu falo pra caralho, mas no exato momento eu não estou contribuindo em nada para essa evolução e isso é um erro meu, q se Deus quiser irei reparar num futuro próximo ajudando meu povo. Agora é bom ver caras como vc envolvidos no RAP isso indica q nem tudo está perdido ainda existe um fio de esperança, eu não tive a sua força de vontade e meio q larguei, todo decepcionado

Anônimo disse...

diego, você perguntou: "qual a interpretação correta para a música Assalto a Banco?"
humildimente, você ouviu até o fim? você ouviu o que aconteceu com os assaltantes interpretados na música? o Facção Central narrou o fim trágico de dois caras que quiseram vencer de forma errada, que quiseram vencer atraves do crime.
mas diego, respeito sua opinião, você é um cara que ajuda quem precisa e merece com certeza nosso respeito, parabéns.