11.1.07

Antônio (qualquer semelhança, é de propósito)

Antônio é comerciante
vendedor de Chocolate em ônibus do bairro
Antônio tem um sonho Revolucionário
Sonha em ser Artista plástico
Pra ele toda desenho é um marco na vida do ser humano
Esse é um sonho que ele alimenta desde seus primeiros anos
Isso é se o seu grupo de Rap não for pra frente, e i se o Corinthians não aceitar seu futebol
Nada mais gratificante pra Antônio, do que a música, que música aquela do Facção Central, Conciência Humana, Realidade Cruel, Tim Maia, James Brown, Sandra de Sá, Bezerra da Silva etc etc etc.
Mas também ele não dispensa aquele jogo de domingo
Em que passa o time mais lindo de todas as nações
Antônio até almeja um dia entrar pra Gaviões
Algumas vezes Antônio já se pegou rindo, batendo falta como o Marcelinho numa final de Taça Libertadores
E depois com a taça curtindo o título com a fiel torcida
Mas acorda do sonho e decidi ligar a televisão
Antônio é um garoto comum como qualquer um da periferia
Mas de repente para em frente a televisão e tem um susto
Um seriado global, com seu nome em formato feminino diz tudo
Que raiva pensou ele inquieto
Mas uma vez vão nos manipular
Vão extrair o suco périférico
Pra depois chutar o bagaço
Vão colocar suas marcas de cigarro, cerveja brahma e até a vagabunda da Juliana Paes
E logo depois vão ganhar toda a grana dos comerciais
Antonio fica puto da vida com essas coisas
Se fosse alguém Antonio até explodiria a porra da Globo
Quem diria o guerreiro bom Thaíde
Fazendo parte desse jogo
Não Antônio não quer se deparar com isso de novo
Imaginou até uma carta bomba, pro diretor da Globo
Ficou louco, e raciocinando
Entra ano e sai ano
E a manipulação continua nos complicando
Antônio não quer ver seu no me ali na televisão de novo
Mesmo que em formato feminino 3x4
Antônio desligou o televisor do quarto
E foi ler Capão Pecado!

Um comentário:

Escritor Sacolinha disse...

Isso mesmo Vital, mais um blog para somar.
Seja bem vindo.